Caixa de Pandora: Justiça condena empresas de TI a devolverem R$ 240 milhões

A Justiça do Distrito Federal determinou que cinco empresas envolvidas no escândalo de corrupção que derrubou o então governador José Roberto Arruda devolvam aos cofres públicos R$ 240,8 milhões oriundos de contratações irregulares.

A informação é do jornal Folha de S. Paulo, que teve acesso ao processo que corre em segredo de Justiça na 4ª Vara da Fazenda Pública do DF. A decisão seria de 24 de agosto deste ano.

As empresas condenadas fazem parte do “Mensalão do DEM”, como ficou conhecido o escândalo de corrupção, que culminou na deflagração da operação “Caixa de Pandora”, da Polícia e Ministério Público Federais. As empresas envolvidas e que terão de devolver o dinheiro são: Linknet (R$ 79 milhões), Linkdata (R$ 50 milhões), Prodata (R$ 38 milhões), Conecta (R$ 36 milhões), Poliedro (R$ 35 milhões).

Para a Justiça, elas foram ilegalmente contratadas em caráter emergencial pela Companhia de Desenvolvimento do Planalto Central (Codeplan), empresa que concentrava contratos de TI no DF e era então administrada por Durval Barbosa, que delatou o escândalo de corrupção no governo do DF.

Barbosa, diretamente envolvido no esquema de corrupção, passou a colaborar nas investigações que resultaram até na prisão do ex-governador Arruda. Os recursos arrecadados eram distribuídos a diversos integrantes do governo e do legislativo local.

Na mesma decisão o judiciário incluiu a empresa e Brasil Telecom. Embora não tenha sido denunciada no escândalo, a empresa foi condenada a devolver R$ 2,8 milhões. Embora não faça parte da operação Caixa de Pandora e do “Mensalão do DEM”, denunciado por Durval Barbosa, a empresa também obteve um contrato emergencial na Codeplan que foi considerado irregular.

Os valores da condenação são referentes a contratos de 2006. As empresas condenadas ainda podem recorrer.

 

Por Convergência Digital – Publicado em 08/09/2011

http://convergenciadigital.uol.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=27588&sid=10

Anúncios

1 comentário

  1. Por que não se faz uma investigação criteriosa e sem preconceitos para determinar os verdadeiros interesses por trás de todas essas denúncias? Quem se beneficia com o envolvimento do nome de Arruda? Por que Durval Barbosa, acusado de crime de pedofilia, ainda não foi preso, mesmo tendo a delegada que apura o caso pedido oficialmente sua prisão? O que se esconde por trás de tudo isso? Quem se esconde?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s