Líder do LulzSec diz ter e-mails de jornal e desafia o FBI

Sabu afirmou que dados do The Sun estão em servidor chinês e disse que autoridades não o pegariam sem ajuda.

Os 4GB de e-mails roubados pelo grupo hacker LulzSec do jornal inglês The Sun há alguns meses estão em um servidor na China, de acordo com “Sabu”, o suposto líder da organização.

“Nós temos eles (os e-mails) guardados em um servidor de armazenamento chinês. Juntamente com vários outros arquivos de ataques que fizemos”, afirmou Sabu durante uma sessão de perguntas e respostas no site Reddit, neste final de semana.

Nos últimos meses de maio e junho, o LulzSec foi investigado por vários departamentos de segurança em TI de companhias, quando o grupo atacou várias companhias apenas por diversão.

O grupo hacker afirma ter chegado ao fim de suas atividades em 26/6 deste ano, 50 dias após a verdadeira ter deixado milhares de usuários com informações pessoais e senhas expostas, reparecendo cerca de um mês depois.

Em 18 de julho, quando eram feitas novas revelações sobre o caso de hacks nos telefones do jornal News of The World, o LulzSec atacou uma publicação do mesmo grupo, o The Sun. Os hackers conseguiran publicar uma notícia falsa no site do jornal e alegam ter copiado sua base de dados com endereços de e-mails.

O grupo originalmente queria publicar os e-mails, mas depois mudou de ideia, supostamente porque poderia afetar o caso na justiça contra os envolvidos no escândalo. Ainda não está claro se as mensagens serão liberadas na web quando o caso estiver encerrado e quem mais, além de Sabu, tem acesos a elas.

Por um tempo o LulzSec parecia estar um passo à frente das autoridades, e seus membros mostravam confiança de que não poderiam ser pegos. No entanto, várias pessoas associadas ao grupo foram identificadas e presas.

Um desses casos foi Jake Davis, um adolescente de 18 anos do Reino Unido, que usava o pseudônimo online “Topiary” e desempenhava um papel de porta-voz para o LulzSec e  outro grupo hackers, o Anonymous. “Sinto falta de Topiary. Nos tornamos irmãos”, disse Sabu durante a sessão de perguntas. “Perdi muitos amigos. Provavelmente nunca mais vou falar com eles”, completou.

No mês passado, o FBI prendeu um jovem de 23, de Tempe, Arizona, chamado Cody Kretsinger, suspeito de ser um membros do LulzSec conhecido como “recursion”. Sabu afirma que a prisão de “recursion” foi provavelmente o mais perto que as autoridades chegaram dele.

Não está claro se “por mais perto” ele quer dizer sua localização ou informações que poderiam fazer com que fosse pego. Ele continua confiante e não acredita que o FBI poderá pegá-lo sem ajuda.

“A virada irônica é que os meus próprios amigos me derrubarão e não esses idiotas que se escondem por trás do véu patriota”, afirmou o hacker. No entanto, apesar da possibilidade muito real de seus ex-colegas fornecerem informações sobre ele, Sabu não planeja parar seus ataques. “Estou em um ponto sem volta”, concluiu.

 

Por IDG Now! – Publicado em 11/10/2011

http://idgnow.uol.com.br/seguranca/2011/10/10/lider-do-lulzsec-diz-ter-e-mails-de-jornal-e-desafia-o-fbi/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s