Interpol prende 25 supostos integrantes do coletivo hacker Anonymous

Suspeitos foram presos na Argentina, Chile, Colômbia e Espanha.A investigação prossegue para descobrir como são financiadas as atividades do grupo.

A Interpol prendeu 25 pessoas suspeitas de estarem ligadas ao grupo de hackers Anonymous na Espanha, Argentina, Chile e Colômbia. Foram aprendidos também equipamentos de TI, cartões de crédito e alguma quantia em dinheiro.

As prisões foram feitas em 15 cidades na Argentina, Chile, Colômbia e Espanha, revelou a Interpol em um comunicado à imprensa, como resultado da investigação “Operation Unmask”, iniciada a meados de Fevereiro, após ataques dirigidos a várias instituições públicas e organizações de governo como o Ministério da Defesa e site da Presiência da Columbia, à empresa de eletricidade Endesa e à biblioteca nacional, ambas no Chile.

As autoridades fizeram buscas em 40 estabelecimentos e apreenderam 250 artigos, incluindo equipamentos de informática e celulares. A investigação prossegue, na tentativa de saber como as atividades desses supostos hackers foram financiadas, segundo a Interpol.

A conta do Twitter ligada ao Anonymous, a AnonOps, informou que o grupo pretende retaliar a ação das autoridades, atacando o site da Interpol. Um dos “tweets” dizia “Tango Down II 404 Interpol”.

A ação realizada já é considerada a maior em quantidade de prisões de pessoas supostamente filiadas ao Anonymous – grupo descentralizado de protesto e ativismo.

 

Por IDG Now! – Publicado em 29/02/2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s