Pela primeira vez, tweet vale como prova criminal

Manifestante do Occupy Wall Street foi condenado graças à mensagem escrita na rede social.

O escritor Malcolm Harris, participante dos protestos em Occupy Wall Street, foi setenciado a serviços comunitários. A decisão foi tomada após seu tweet ser utilizado como prova nos tribunais.

É a primeira vez que uma mensagem postada na rede social vale prova oficial em uma decisão judicial.

O advogado de Harris argumentou que seu cliente e outros manifestantes foram surpreendidos pela ação policial quando chegaram no caminho à ponte do Brooklyn. No entanto, um post do escritor testemunhou contra ele: “Eles tentaram bloquear e ameaçar de prisão. Nós somos muitos e somos barulhentos. Eles seguraram até que eles puderam colocar barricadas.”

O texto provou que Harris já sabia da estratégia policial. Ele foi setenciado a seis dias de serviços comunitários por “conduta de desordem”.

Quando intimado a apresentar o tweet, que já havia sido deletado, o Twitter se opôs à medida. No entanto, em setembro deste ano o microblogue teve de obedecer e entregou arquivos mostrando as mensagens de Harris.

“Definir o precedente legal para como esse tipo de material será utilizado é muito mais importante do que seis dias de serviço comunitário”, disse Harris.

 

Por Olhar Digital – Publicado em 13/12/2012

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s