Twitter se nega a comunicar dados de usuários sem autorização da justiça

Rede social é alvo de recurso judicial por difusão de tuítes antissemitas. Em outubro, Twitter se comprometeu a retirar mensagens racistas do ar.

O Twitter afirmou nesta terça-feira (8) que não pode comunicar os dados que permitem identificar os autores dos tuítes racistas sem a autorização da justiça americana, em uma audiência ante o Tribunal de Grande Instância de Paris.

A rede social é alvo de um recurso judicial apresentado em novembro pela União de Estudantes Judeus da França e a Associação Ação Internacional pela Justiça, por causa da difusão de tuítes antissemitas.

Em outubro, o Twitter se comprometeu a retirar as mensagens de teor antissemita do ar, mas as duas associações, às quais se uniram organizações antirracistas (SOS Racismo, Licra e MRAP), apresentaram um recurso judicial para obter os dados dos autores das mensagens racistas a fim de poder processá-los.

O veredicto do tribunal francês é esperado para 24 de janeiro.

 

Por G1 – Publicado em 08/01/2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s