Hackers invadem o Federal Reserve, banco central dos EUA

Fed confirma ataque dias depois do grupo Anonymous divulgar dados de executivos do setor bancário.

O Federal Reserve (Fed) informou na terça-feira que um de seus sites internos foi invadido por hackers. Segundo a instituição, nenhuma função crítica do banco central norte-americano foi afetada. Apesar do caráter “inofensivo” da ação, o anúncio, levanta questões sobre a segurança online no Fed. A confirmação vem logo depois da alegação de que hackers ligados ao grupo ativista Anonymous invadiram o Fed, no domingo, acessando informações pessoais de mais de 4 mil executivos de bancos dos EUA.

“O sistema do Federal Reserve está ciente de que informação foi obtida através da exploração de uma vulnerabilidade temporária”, disse uma porta-voz do Fed.

“A exposição foi consertada rapidamente após a descoberta e não é mais um problema. Esse incidente não afetou as operações críticas do sistema do Federal Reserve”, completou, acrescentando que todas as pessoas afetadas foram contatadas.

Sob a bandeira de operação “Último Recurso” em páginas “.gov”, de órgãos governamentais, os hackers publicaram dados privados em lote de executivos dos setor bancário dos Estados Unidos. A ação faz parte de uma campanha pela reforma da lei de crimes digitais americana. O movito: o suicídio de Aaron Swartz, criador do RSS e do Reddit.

Os ativistas do Anonymous divulgaram uma tabela no site do Centro de Informações da Justiça Criminal do Alabama, e tuitaram que os dados seriam relacionados ao FED, banco federal americano. A página dos dados é intitulada ‘oops-we-did-it-again’ – título de uma música da cantora pop Brtiney Spears e que significa ‘ops, fizemos isso de novo’, em tradução literal.

Além de nome e cargo em inúmeros bancos no país, o documento contem um campo de senhas, com o símbolo ‘#’ mas não em texto. Há também números de telefones dos executivos, e um usuário do Reddit comentou que ligou para alguns e checou a veracidade deles.

Na última segunda-feira, encerrou-se o prazo para o promotor geral Eric Holder responder a questões sobre o processo de Swartz, emitidas pela Casa dos Representantes (parlamento). A data do ataque do Anonymous poderia estar ligada a este fato, supõe o ZDnet.

A lei de crimes digitais americanas é de 1984 e uma proposta de reforma foi apresentada pelo congressista democrata Zoe Lofgren com o nome de “Lei Aaron”, em referência ao criador do Reddit. Foi no site que o primeiro rascunho foi disponibilizado para revisão, e a nova versão foi novamente publicada, já incorporando sugestões, na página de notícias sociais.

 

Por Terra – Publicado em 06/02/2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s