Malware usa smartphone Android para infectar o PC e gravar conversas

Ao infectar PCs com Windows 7 ou mais antigos, o código grava qualquer áudio detectado pelo microfone da máquina e o envia criptografado a um servidor.

A empresa de segurança Kaspersky Lab identificou o primeiro aplicativo malicioso para Android já visto que parece ser projetado não para atacar o smartphone em si, mas sim qualquer PC que seja posteriormente conectado a ele.

Descoberto no Google Play (sim, a loja online hospeda malwares, apesar das tentativas da gigante de limpá-la), o código arbitrário tem como alvo pessoas que falam russo; e se disfarça como um utilitário para limpeza de memória do smartphone. Ao baixar o app, as vítimas acabam com três arquivos malware em qualquer cartão SD conectado a seus smartphones.

Qualquer PC que se conecta ao celular no modo emulação USB (que identifica os celulares como se fossem unidades de disco externas) e velho o bastante para impedir o Autorun do Windows, acabará atingido pelo Backdoor.MSIL.Ssucl.a.

Essa é uma nova forma de ataque a PCs, mas por que um engenheiro de malware faria isso?

Estranhamente, o primeiro propósito do código é gravar qualquer áudio detectado pelo microfone embutido da máquina, salvando-o em um arquivo que, então, é enviado a um servidor em um formato criptografado.

O malware também tem acesso total ao smartphone, mas essa pode ser uma atividade secundária.

“Genericamente falando, salvar o autorun.inf e um arquivo PE em um flash drive é uma das formas mais simples de distribuir malwares”, afirmou o pesquisador da Kaspersky Lab, Victor Chebyshev. “Ao mesmo tempo, fazendo isso por meio de um smartphone e, então, esperando por uma conexão com o PC é um vetor de ataque completamente novo.”

A dependência do Autorun fortemente sugere que o malware estava deliberadamente procurando por vítimas que executam versões do Windows anteriores ao 7 – uma população em declínio em países como o Reino Unido e EUA, mas ainda notável em ex-repúblicas soviéticas.

O Google removeu os dois aplicativos associados ao ataque da loja online, mas não antes deles serem baixados por milhares de usuários.

 

Por IDG Now! – Publicado em 07/02/2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s