China acusa EUA de ciberataques

Quase 70% dos ataques a sites da segurança chineses teriam origem norte-americana.

As acusações de ciberguerra entre China e EUA se intensificam. Desta vez, quem alega estar sendo atacada é a potência asiática.

Dois dos maiores sites da defesa militar chinesa foram alvo de aproximadamente 144 mil ataques mensais no último ano. Segundo o Ministro da Defesa do país, cerca de 69,2% das agressões vieram dos EUA.

“Os sites do Ministério da Defesa e da Força Militar Chinesa sofreram sérios problemas de ataques desde que eles se estabeleceram, mas, as agressões cresceram regularmente nos últimos anos”, disse Gen Yansheng, porta-voz do ministério, à Reuters.

Geng ainda comentou os planos dos norte-americanos de intensificar a ciberguerra, mas lembrou que eles não conseguiram cooperação internacional contra hackers.

O outro lado

Ao mesmo tempo que ameaçam, os EUA também alegam que sofrem ataques chineses.

A Mandiant, empresa norte-americana de segurança digital, identificou a Unidade 61398 do Exército da Libertação do Povo, sediada em Xangai, como principal fonte dos ataques hackers aos EUA.

O Departamento de Energia norte-americano e jornais como o The Wall Street Journal e New York Times também chegaram a sofrer com hackers supostamente chineses.

 

Por Olhar Digital – Publicado em 28/02/2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s