Rússia não processará cidadãos que compartilharem arquivos

Responsabilidade sobre a pirataria cairá sobre os donos de sites que facilitem o download ilegal.

A Rússia, como a maioria dos países do mundo, está tentando encontrar uma maneira de evitar a pirataria. Entretanto, seguindo a contramão do planeta, a justiça russa decidiu que atacar os usuários da internet não é a solução ideal.

A informação veio de Vladimir Grigoriev, chefe do Serviço Federal de Comunicações, Tecnologia da Informação e Mídia de Massa. Segundo ele, o governo do país não tem a intenção de levar os “baixadores” aos tribunais, segundo o TorrentFreak.

A medida vai na contramão do que tem sido implantado nos Estados Unidos, por exemplo. Em território americano, após o fracasso em inibir as sites de compartilhamento de arquivos, há uma vigilância sobre o que é baixado e, recentemente, foi implantado um sistema “educativo”, no qual o usuário recebe seis alertas antes de ser notificado judicialmente.

A Rússia tem como objetivo, sim, educar os “piratas” de seu país para que evitem fazer downloads ilegais, mas sem envolver os tribunais. Tanto que as declarações de Grigoriev foram dadas em um evento voltado para o lançamento da campanha “Leia Legalmente”, que encoraja os cidadãos a adquirirem eBooks por meios legais.

“A responsabilidade dos downloads ilegais será colocada nos donos dos sites de pirataria”, afirmou Grigoriev. Já os usuários destes sites “entrarão em uma campanha educacional”, ele afirma.

 

Por Olhar Digital – Publicado em 08/04/2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s