Huawei nega participação em ameaças digitais aos EUA

Empresa teve o nome envolvido em problemas de espionagem atribuídos à China.

A Huawei enfim se mostrou interessada em combater a publicidade negativa gerada por conta do suposto envolvimento da empresa em casos de espionagem chinesa nos Estados Unidos.

Presidente-executivo da companhia, Ren Zhengfei quebrou seu protocolo ao falar à imprensa nesta quinta-feira, 9, e tentar apaziguar a situação. Ele tem evitado pronunciamentos desde que fundou a Huawei, há 26 anos.

“A Huawei não tem nenhuma ligação com as questões de segurança cibernética que os EUA encontraram no passado, presente e futuro”, afirmou ele na Nova Zelândia, onde a empresa construirá redes de 4G LTE e de banda larga ultra-rápida.

Conforme noticia a Reuters, Ren garantiu que seus equipamentos são “quase inexistentes” nas redes que operam nos EUA. “Nós nunca vendemos qualquer equipamento importante para grandes operadoras dos EUA, nem vendemos qualquer equipamento a qualquer agência do governo dos EUA”, completou.

O afastamento público de Ren é motivo de crítica do mercado e de autoridades estrangeiras, que consideram a Huawei uma empresa pouco transparente. Também há quem aponte uma proximidade excessiva da empresa com o governo da China – algo negado pela Huawei.

 

Por Olhar Digital – Publicado em 09/05/2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s