Google é acusado de violar marca registrada de empresa dos EUA

“A marca ‘Hangouts’ do Google é quase idêntica à marca HANGINOUT, da Hanginout, na aparência e som”, diz empresa chamada Hangiouts.

Uma empresa norte-americana chamada Hangiouts entou com um processo contra o Google, por conta do serviço de vídeo-chat Hangouts – de acordo com a empresa dos EUA, a gigante das buscas teria infringido intencionalmente a marca registrada. O processo foi encaminhado ao Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Sul da Califórnia nessa terça-feira.

A Hanginout, com sede em Carlsbad, na Califórnia, desenvolveu um aplicativo de vídeo para iOS, que permite aos usuários interagir por meio de vídeos gravados. Eles podem encontrar e seguir pessoas e celebridades, fazer perguntas e receber respostas em vídeo instantâneos. A empresa foi fundada em 2011, mas disse no documento encaminhado ao tribunal que tem desenvido seus produtos desde 2009.

O Hangouts, do Google, foi lançado em maio e oferece uma plataforma de mensagens e vídeo-chat que permite aos usuários enviar mensagens instantâneas, compartilhar fotos e falar uns com os outros por meio de vídeo ao vivo.

“A marca ‘Hangouts’ do Google é quase idêntica à marca HANGINOUT, da Hanginout, na aparência e som”, disse a empresa na ação, acrescentando que o Google, portanto, infringe a marca registrada Hanginouts.

O pedido de registro de Hanginout ainda está pendente, no entanto. A empresa entrou com pedido de registro de marcas norte-americanas em 12 de julho de 2012. O Google solicitou o registro da marca Hangouts em abril de 2013, de acordo com o arquivamento.

O pedido do Google foi, porém, suspenso em julho nos EUA pela Patent and Trademark Office (USPTO), porque havia “risco de confusão” com marca comercial pendente da Hanginout, escreveu o USPTO.

Isso pode barrar o registro da marca Hangouts pelo Google, disse o USPTO, acrescentando que todas as ações sobre o pedido da gigante foram suspensas até que a marca Hanginout seja registrada ou abandonada.

O uso de Hanginout pelo Google constitui violação intencional de marca, tem causado uma confusão significativa no mercado e é provável que engane os consumidores, disse a Hanginout na denúncia.

Além disso, disse a Hanginout, a gigante também cometeu ato de concorrência desleal, porque “propositadamente tenta aumentar a probabilidade de que os consumidores sejam confundidos” e porque uma aparência imprecisa de filiação foi criada.

Por isso, a empresa solicitou ao tribunal uma injunção preliminar e permanente de violação de marca registrada e práticas comerciais desleais pelo Google, bem como uma quantidade de danos a ser determinada em julgamento.

A Hanginout também pediu ao tribunal para triplicar os danos por violação intencional e concorrência desleal, e exigiu um julgamento com júri. O Google não respondeu a um pedido de comentário.

 

Por Computerworld – Publicado em 29/11/2013

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s