Inglaterra

Inglaterra ampliará vigilância sobre centro cibernético da Huawei

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, disse nesta terça-feira que uma revisão interna mostrou que o governo precisa aumentar sua vigilância sobre o centro de segurança cibernética da chinesa Huawei no sudeste da Inglaterra.

A Huawei fornece software e equipamentos que conectam ligações telefônicas e dados por todo o Reino Unido. A empresa está no centro de um debate, particularmente nos Estados Unidos, sobre se existe um risco para os governos ao permitir que fornecedores estrangeiros acessem suas redes. (mais…)

Militarização da Internet é inevitável, diz governo da Inglaterra

E as TIC serão cada vez mais tanto um meio importante quanto um alvo de conflito entre nações

Um relatório recente sobre cenários potenciais de ciberconflitos diz que é inevitável que a Internet vá ser “militarizada” – usada para atender às necessidades de um conflito militar entre nações – e que as TIC sejam cada vez mais um meio importante e um alvo de conflito.

O “The Global Cyber Game“ é resultado de um longo estudo realizado pela Defence Academy do Reino Unido – a unidade do Ministério da Defesa inglês – e apela para que a Internet seja significativamente “endurecida” a partir deuma perspectiva de segurança, a fim de evitar efeitos adversos para todos os seus usuários. (mais…)

Governo inglês admite preparar armas cibernéticas contra Estados inimigos

Em documento que detalha a ciberestratégia do país, órgão de ciberdefesa cita a Rússia e a China como países que tentam espionar a Inglaterra.

O governo britânico admitiu que o Ministério da Defesa e a Central de Comunicações do Governo (GCHQ) estão planejando lançar ataques cibernéticos contra os países considerados “párias” (rogue states) e terroristas. (mais…)

Governo inglês cogita desligar Twitter e chat do BlackBerry para conter protestos

Primeiro-ministro David Cameron pretende discutir a ideia com setores do governo; ataques estariam sendo planejados por meio desses serviços.

O governo inglês já considera desligar temporariamente serviços de redes sociais como o Twitter e de chat como o BlackBerry Messenger em um esforço polêmico para tentar conter a recente onda de protestos violentos no país, de acordo com informações da agência Reuters. (mais…)